sábado, 15 de janeiro de 2011

Na hora da razão...

Deus me fez forte
muito azar e pouca sorte
Deus me fez de ferro
na boca do estômago
seguro um berro
Armadura de bronze
Casca de quitino
Na hora da razão, desatino!
Escudo de São Jorge
contra o fogo de dragão
Viver é lutar
pela minha preservação
no meu país
na minha cidade
montar as muralhas
do mar que invade
corroendo e enferrujando
o vento vai me moldando
Erosão do solo bom
Manter os pés no chão
Na hora da razão, desatino!

Ana dos Santos

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Novo Poema Novo

Salvar os poemas
para me salvar
Deletar os esquemas
e os clichês
que muitos insistem em usar

O poema salvou
meu dia
gravou
minha alegria
no arquivo feliz!

No mar de ilusão
me salvo
na bóia das palavras
que os poetas eternos
souberam arquitetar

Escrever mais poemas
para não naufragar
Velejar na poesia
desentortar o ferro
e beber chuva de estrelas.

Ana dos Santos


(vídeos -portraits de Robert Wilson)