quarta-feira, 28 de novembro de 2018

NOVEMBRO NEGRO
Finalmente as leituras obrigatórias das universidades estão incluindo mulheres negras em suas listas. Ainda é pouco, mas é o começo de uma "redescoberta" de escritoras talentosas que foram silenciadas no passado.
Programa "Elas por Elas" na Rádio Guaíba
https://www.mixcloud.com/radio_guaiba/novembro-negro-e-escritoras-negras/?fbclid=IwAR0_BYb5SlUq8jeaq6LWWwUfsaLq4rMwvdA9bj9pwpbBO1aBOpiOuRC_Woc

DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA NA PÁGINA 'POESIA PELO MUNDO"





MULHERES NEGRAS ESCREVEM, PRODUZEM E SÃO INTELECTUAIS DESDE O COMEÇO DA HISTÓRIA DO BRASIL! PROCUREM CONHECER E LER AS ESCRITORAS NEGRAS! Coletivo Feminista Maria Frederica
https://www.facebook.com/mariafredericacoletivo/videos/1017380215131696/

SARAU DA CONSCIÊNCIA NEGRA na cervejaria Dharma BrewPub

terça-feira, 27 de novembro de 2018

PRIMAVERA DOS LIVROS!

3ª FEIRA DO LIVRO DE MANOEL VIANA
Oficina "Mulher Negra, meu corpo, minha voz"






NEGRAS PALAVRAS GAÚCHAS 2




"VAMOS FALAR DE POESIA?" (ENCONTROS AGE)





PRÊMIO LILA RIPOLL DE POESIA - MENÇÃO HONROSA




REVISTA OVO DA EMA






PALESTRA "ESCRITORAS NEGRAS" NA ESCOLA PAULO SOARES




4º FESTIVAL DE CINEMA ESCOLAR DE ALVORADA - Júri e entrega do Prêmio Protagonismo Juvenil "Marielle Franco"




terça-feira, 23 de outubro de 2018

Entrevista sobre escritoras negras que concedi à Revista Unipautas da Unisinos: "A invisibilidade tem cor" https://issuu.com/unipautas/docs/unipautasedicao11?fbclid=IwAR10LwRc0XlmrAhrSVL5egy8bB2yCqKFp8vOJJ2M2Dvscc4N12In_ZyosoQ

PROGRAMA ENEGRESCENDO E SAINDO DO SENSO COMUM EM 60 MINUTOS





Minha resenha sobre o livro "Negra Soul" de Lílian Rocha no site do Leia Mulheres! https://leiamulheres.com.br/2018/09/negra-soul/?fbclid=IwAR0UHisjGJoiQ1I9ANz_s4tR81uOowrtsPTSoEVl73ZwkgzAtQ6XM2wkKBo

3ª FEIRA DO LIVRO DE MANOEL VIANA







segunda-feira, 1 de outubro de 2018

ENEGRESCENDO SETEMBRO!
Meu poema "ERA UMA VEZ" na Revista Escriba https://www.yumpu.com/pt/document/view/62074848/3ed-revista-escriba-3ed
Meu lugar de fala no Acampamento Farrroupilha e a "senzala"

https://www.facebook.com/guilherme.fernandesdeoliveira.1/videos/2251753458200240/?fref=mentions&__xts__[0]=68.ARB7d4H2P_Wrwb7gN1Te0SVVPY5w-uEEDtFzRGW8FRQNdm01aE_j6WUyDD5puF25G4W3n5L8n0AdzQjwVMC3Tgxpvqags5Hs3MRI1pY54SC4ATCsOZzRtCs7QHt-ahodwpn-9tZ0ztVmU5xc1EGHIBTRpr_JPEyKgXPDu-Ooh4mWwFS6tOifRw&__tn__=K-R

Fui uma das poetas convidadas para o verso livre na final do Slam Peleia 2018
 https://www.facebook.com/ana.dossantos.92/videos/2288213641192338/UzpfSTEwMDAwMDExMTczODEzNzozMDYwNjExMjk0OTk0MTQ6NzU6MDoxNTQxMDU1NTk5OjcyNTU0NDI3Nzc5NTgwNzYzMjQ/

sábado, 25 de agosto de 2018

Mulher Negra na Casa Baka
A primeira oficina de agosto da Casa Baka [Mulher Negra, Meu Corpo, Minha Voz] nos deixou instigados a continuar o debate sobre a presença e a representatividade da mulher negra na literatura brasileira.
Agradecemos imensamente à professora e escritora Ana Dos Santos por compartilhar em nosso espaço parte da sua pesquisa e estimular esse debate tão rico e, infelizmente, ainda pouco visibilizado em espaços culturais. A história da literatura produzida por mulheres negras é a história dos excluídos pelo sistema [social, político, cultural] e vem ganhando espaço recentemente no âmbito acadêmico.
Estamos convictos de que há muito a ser explorado neste campo de debate e, como sempre, estamos abertxs ao diálogo e dispostxs a oportunizar novas redes de reflexão na Casa Baka!!!
Em destaque: a escritora brasileira Carolina de Jesus (1914-1977).
Dediquei minha Menção Honrosa de Poesia para Marielle Franco, um poema negro! (Prêmio Lila Ripoll 2018 da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul)

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

MEU POEMA GANHOU MENÇÃO HONROSA NO 13º PRÊMIO LILA RIPPOL DE POESIA !!!
A entrega da premiação ocorrerá na noite de 15 de agosto no Solar dos Câmara e será precedida da realização de um sarau especial. As poesias vencedoras serão publicadas pela Assembleia Legislativa, sob forma de separata, e distribuídas gratuitamente na Feira do Livro de Porto Alegre.

                                                                                foto: Glauber Cruz

ENTREVISTA PARA A CADEIRA DE CIBERJORNALISMO DA UFRGS:
ENTRE A ESCRITA E A LUTA matéria de Thayse Ribeiro
A resistência negra na Literatura Brasileira
https://literaturanegrapoa.wordpress.com/
 

quinta-feira, 19 de julho de 2018

LENDO MULHERES NEGRAS

Carolina Maria de Jesus e a “refavela”: a literatura periférica no currículo e a cultura afro-brasileira na sala de aula. Identidade e pertencimento. - Ana Dos Santos | SANTOS, Ana Paula Freitas dos. (RG)

Resumo: O presente trabalho relata a realização de uma intervenção pedagógica realizada junto a uma turma de Ensino Médio de uma escola pública estadual do município de Porto Alegre, cuja temática foi a discussão sobre os conceitos de raça, etnia e empoderamento a partir de estudos acerca
da escritora negra Carolina Maria de Jesus no currículo regular da disciplina de Literatura. A intervenção foi desencadeada tendo como base as proposições do Curso de Aperfeiçoamento UNIAFRO: Política de Promoção da Igualdade Racial na Escola – 3ª ed., oferecido pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) através do Centro de Formação de Professores (FORPROF) no segundo semestre do ano de 2016.

Palavras-chave: Afrobetização. Carolina Maria de Jesus. Cultura Afro-brasileira. Currículo. Empoderamento. Etnia. Lei n.º 10.639/03. Favela. Identidade negra. Literatura Afro-brasileira, Literatura Periférica. Pertencimento. Raça.

Disponível em: http://www.copenesul.com.br/ANAIS%20COPENE%20SUL%202017.pdf

Blog http://anitamorango.blogspot.com/