quarta-feira, 30 de abril de 2014



Para uma princesa chamada Bárbara.
Hoje o dia amanheceu mais bonito. Hoje eu juro que vi uma nuvem sorrir para mim. Hoje eu acordei amando bem mais cada cantinho do céu. Hoje eu cantei uma musiquinha só para alegrar uma princesinha que agora mora por lá. Hoje prometi que meu sorriso vai servir de morada para maravilhosas lembranças. Hoje me dei conta de que não precisa de nenhum castelo para se ter uma princesa. Hoje senti das flores um perfume de bebê que me deixou com um sorriso largo. Hoje a brisa que tocou meu rosto me trouxe conforto. Hoje os passarinhos cantaram mais felizes. Hoje os anjinhos ganharam uma nova amiguinha. E eu hoje me vi mais forte, mais Dinda do que nunca, e com tanto sentimento prometi ama-la inexplicavelmente, mas isso, não só hoje ! Gisele Barbosa

terça-feira, 29 de abril de 2014

Numa tarde de outono, um grupo de mulheres caminha...
de vestidos e saias que tingem a paisagem de vermelho, rosa, bordô...
Caminham calçando apenas um pé
de seus sapatos de salto alto. O outro carregam nas mãos.
O que está faltando nesse caminhar reticente?
Estão com frio?
"Não, o machismo é muito mais frio!"
Os pés descalços pisam em pedras, buracos, sujeira...
Pés delicados que tentam se equilibrar.
Querem ajuda?
"Não, somos mulheres fortes, sobreviventes do nosso destino!"
Alguns transeuntes olham com atenção, outros com admiração,
Mas muitos não conseguem entender o que aquelas mulheres querem
O que querem afinal?
Por que não falam?
"O silêncio diz muitas coisas, mas muitos estão surdos!"
Poucos conseguem ouvir as lágrimas que choram por dentro...
Nossas faces maquiadas para a guerra que lutamos dia-a- dia
A guerra pela paz, pelo respeito, pelo amor
Nosso perfume de menina, de mulher, de mãe
Nossas mãos que lidam com tantas artes domésticas
Nossos braços que carregam crianças, que abraçam amigos, parentes, tarefas
Aos poucos anoitece e elas entram no parque
Descalçam o salto e o penduram junto com os outros
Alívio, satisfação, felicidade,
Algumas de mãos dadas, abraçadas, vão lavar os pés no espelho d'água
Na noite de outono, uma revolução silenciosa aconteceu e ninguém viu!

Ana dos Santos

                                                     

foto: Martiane Barbosa

segunda-feira, 21 de abril de 2014


Nas manhãs de domingos e feriados
todos dormem juntos
alguns sonhos
se realizam...

Ana dos Santos
ESTUDAR SOBRE A ABOLIÇÃO E CONTINUAR A SER ESCRAVO...

Ana dos Santos

                                                                               
NÃO COSPE NO CORPO QUE TU COMEU!

Ana dos Santos