domingo, 27 de fevereiro de 2011

Ilusão de carnaval

De madrugada
o galo cantou
e ele chegou,
com passos firmes
e cambaleantes
mas deitou na cama
e sonhou...
com o carnaval de ilusão
que já passou
e de amor
nada restou
só dor...

Ana dos Santos

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Três da tarde

Dizem que são
três da tarde
E eu já morri tantas vezes
por amor...
Dizem que são
três da tarde
E meu coração
é de fibra
  de corda
  de aço
e de seda
Dizem que são
três da tarde
e eu vou amar
de novo
e renascer
às três da manhã.

Ana dos Santos

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

O Poeta

O poeta

O poeta ri do mundo
ri com o mundo
e o mundo ri dele
Ninguém entende a graça do poeta
Ele está em estado de graça
Ele está de pirraça
com tudo que está estabelecido
mantido
estagnado
O mundo está parado
e o poeta não tem tempo
Ele vive em outro tempo
e se pergunta quando será
o tempo
dos homens e poetas
rirem juntos!