domingo, 27 de março de 2011

O meu caminho pelo mundo, eu mesmo traço!

Voltando ao Rio de Janeiro, fechando um ciclo de saraus, perfomances, poemas em cartões e colados em paredes. Confraternizando com poetas independentes, músicos, bailarinos e atores. Viva a poesia!!
Todos os dias,
no café da manhã,
eu como o pão de açúcar
com o meu olhar...
Que despertar!

Ana dos Santos


Poema colado na rua Farme de Amoedo, Ipanema.                                                            

Um comentário: