sábado, 4 de dezembro de 2010

Para quem perdeu o sarau, mas não o tesão...


Vamos ficar, ali
nas terminações nervosas
só gozando
cada choque de prazer
Vamos nos banhar, ali
nos líquidos quentes
fundindo
carne com carne
sentindo os gostos das frutas
uva, banana, maçã...
Vamos nos perder, ali
no doce deleite
de leite
de inauguração
É ali, onde se fizeram
todas as concepções,
gestações e nascimnetos
Da certeza do tempo
eu posso te dizer:
TODO MUNDO NASCEU DE UMA TREPADA!

Anita Morango